Extroversão Introversão Relacionamentos

Como são as relações amorosas entre extrovertidos e introvertidos?

Como são as relações amorosas entre extrovertidos e introvertidos?
Escrito por Marta Leite

Quando se trata de diferenças de temperamento, a primeira pergunta que nos vem na mente é no que diz respeito às relações amorosas. Como são as relações amorosas entre introvertidos e extrovertidos e quais os desafios que eles necessitam ultrapassar?

Nossas relações amorosas são parte importante das nossas vidas. Todos nós no fundo desejamos ter alguém que, quando voltarmos para casa ao fim de um dia de trabalho, nos pergunte como foi o nosso dia. Em qualquer que seja o nível, somos inerentemente seres sociais, a nossa necessidade básica de conexão social falará sempre bastante alto.

Assim sendo, a maior parte de nós deseja alguém que nos preencha e que nos ame. Mas o significado de “amor” e de “preenchimento” é diferente para cada um de nós. E é justamente essa diferença no significado pessoal de cada palavra que torna os relacionamentos algo nem sempre fácil, principalmente quando existem diferenças de temperamento.

As diferenças de temperamento são neutras, no casal elas acabam por se reduzir a comportamentos e pontos de vista. Mas, mesmo assim, o quão desafiante pode vir a ser um relacionamento em que a mulher gosta de sair e o homem prefere ficar em casa? Ou que a mulher é bem mais tranquila e o homem gostaria que ela fosse um pouco mais determinada?

Não é por acaso que a nossa primeira preocupação quando estamos indo para um relacionamento é saber o quanto ele tem de possibilidades de “dar certo”. Então, e o que dizer sobre a nossa compatibilidade no quesito temperamento?

No livro “As Vantagens de Ser Introvertido”, Marti Olsen Laney descreve os desafios de um relacionamento de casais formados por homem introvertido/mulher extrovertida, mulher extrovertida/homem introvertido e ambos introvertidos.

Homem introvertido e mulher extrovertida: o casal dos desafios

O ambiente cultural influencia fortemente o curso dos nossos relacionamentos íntimos. Por exemplo, quando o homem é extrovertido e a mulher é introvertida os conflitos são frequentes, mas a maioria dos conflitos mais graves se dão na situação inversa – homem introvertido e mulher extrovertida. Esta combinação vai na contracorrente do nosso condicionamento social. Os homens introvertidos sentem-se subjugados, intimidados e poucos escutados pelas mulheres extrovertidas. Estas, por seu lado, poderão convencer-se de que a natureza sossegada do homem significa que ele é fraco, submisso ou menos protetor. Poderão igualmente sentir-se solitárias e subestimuladas pelo relacionamento. Estes duetos podem resolver os seus problemas, mas não conseguirão alterar os seus temperamentos.

Homem extrovertido e mulher introvertida: quando os opostos se atraem

O tipo mais comum de casal de temperamentos mistos é a mulher introvertida e o homem extrovertido. Esta combinação também pode revelar-se complicada. Sendo a nossa introversão/introversão um contínuo, nós tendemos a agir durante boa parte do dia em um modo, e ao fim da tarde irmos na direção oposta. É assim, em geral, para o homem extrovertido. Ele recarrega suas energias durante o dia em interações no trabalho e em casa deseja um tempo de descanso. A mulher por sua vez deseja satisfazer suas necessidades extrovertidas. Deseja conversas íntimas, enquanto o homem deseja paz e sossego.

Homem introvertido e mulher introvertida: só nós dois contra o mundo

É o tipo de relação que denota mais satisfação uma vez que os conflitos tendem a ser menores e as afinidades maiores. Onde ambos sentem-se menos pressionados do que o são pelas famílias ou pela sociedade. Mas, ao longo do tempo, dependendo do quão introvertido o casal seja, a monotonia pode vir a bater-lhes à porta. E, por mais que alguém se sinta muito satisfeito com o seu relacionamento introvertido/introvertido, por vezes uma coisa em demasia pode começar a cheirar à rotina. Algum elemento do casal pode se sentir pressionado a fazer as mesmas coisas e sempre juntos. E nenhum relacionamento funciona bem sob a pressão esmagadora de necessidades e expectativas excessivas.

Se você é um introvertido e está em alguma relação, seja com um introvertido ou com extrovertido, saberá o quão desafiante ela tem sido.

É importante lembrar que nenhuma diferença de temperamento é fator determinante no sucesso de uma relação ou não. O que importa na verdade é o quanto cada um dos membros do casal consegue fazer para lidar com isso. Em geral, os desafios servem para fortalecer-nos. E se você está em uma relação onde existem desafios, é certamente benéfico usá-los para tornar ambos e a relação mais fortes.


Referências: The Introverted Advantage, de Marti Olsen Laney.


CURTA TAMBÉM  A NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK E PARTICIPE DO NOSSO GRUPO:

GRUPO: Grupo Introvertidamente no Facebook.

PÁGINA: Facebook/introvertidamente



Esse artigo foi útil para você? Se foi, pode ser para outras pessoas também. Curta, compartilhe e comente!

GuardarGuardarGuardarGuardar

Queremos fazer o melhor para você. Deixe aqui a sua avaliação do nosso conteúdo!

Sobre o autor

Marta Leite

Marta Leite
Eu sou uma mãe, esposa, Life e Business Coach. Uma introvertida intuitiva – INFJ - dos Tipos Junguianos. Uma apaixonada, entusiasmada e curiosa pelo Desenvolvimento Humano.

Deixe aqui o seu comentário!

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d bloggers like this: