Bem-Estar Habilidades e Auto-aprimoramento Introversão

Dicas de sobrevivência para introvertidos – #7

Dicas de sobrevivência para introvertidos - #7
Escrito por Marta Leite
Ao ouvir falar em sobrevivência você pode até achar que os introvertidos correm alguma espécie de perigo. Mas não se trata disso. Viver em um mundo extrovertido traz algumas exigências para um introvertido, e é apenas disso que trata estas pequenas dicas de sobrevivência.

No último post falei sobre o Top 10 dos problemas dos introvertidos. Aqui vou falar sobre algumas pequenas dicas de sobrevivência. Não que, como disse anteriormente, ser introvertido signifique que tenha a sobrevivência propriamente dita ameaçada. Isso é apenas uma alegoria e trata de pequenas coisas que um introvertido precisa fazer para equilibrar sua energia e estilo de vida em função das demandas que ele recebe da vida cotidiana.

Antes de falarmos sobre dicas para introvertidos é sempre esclarecer que não há absolutamente nada de errado em ser um introvertido. Você pode até ser capaz de falsificar extroversão por um período limitado de tempo, mas a sua natureza introvertida inata será sempre a vencedora. Tentar se transformar em uma pessoa extrovertida é inútil. Assim, ame a si mesmo por quem você é e aprenda a apreciar os aspectos positivos da introversão!

Aqui estão algumas dicas para lidar com o mundo extrovertido, respeitando e nutrindo-se como um introvertido.

1. Certifique-se de tomar o tempo de inatividade adequada

Você precisa de mais tempo de recuperação depois de interagir com as pessoas. Faça pausas ao longo do dia de trabalho ou na escola, tenha suficiente tempo de sono e proteja o seu tempo livre em seus dias de folga.

2. Faça exercício físico adequado.

Às vezes o mundo exterior pode ser tão esmagador que nos esquecemos de cuidar de nossos corpos. Encontre uma forma de exercício que você goste; talvez seja correr, dançar, levantar pesos, andar, yoga, a lista de possibilidades continua. Tente relacionar o exercício não como um castigo, mas como “tempo” que é parte de seu auto-cuidado diário.

3. É OK “fingir ser extrovertido” quando as tarefas mais extrovertidas simplesmente têm de ser feitas.

No entanto, no final do dia, retorne às suas raízes introvertidas prática de auto-cuidado para que você possa viver para encarar o outro dia e “evitar o burnout”.

4. Dê-se permissão para criar tempo e espaço para perseguir suas paixões e desenvolver seus interesses exclusivos.

Nós introvertidos somos pessoas muito apaixonadas e focadas, e somos mais felizes quando dedicamos nossa energia para as atividades que realmente nos alimentam. O mundo em geral também é um lugar muito melhor quando somos fiéis a nós mesmos e desenvolvemos os nossos interesses autênticos; temos muito para dar!

5. Cerque-se de pessoas que valorizam você por quem você realmente é.

Recuse-se a ficar em relacionamentos onde as pessoas não tentam compreendê-lo ou que colocam-no para baixo pela sua personalidade introvertida. Você tem muito para dar e você merece coisa melhor do que isso.

6. Se você está se sentindo isolado, chegue-se a outros introvertidos.

Pode ser difícil no começo para quebrar o gelo, mas uma dica pode ajudá-lo: comece com algo simples que vai além bate-papo simples (o que eu tenho certeza que você odeia). Seja real e diga em voz alta algo que esteja realmente em sua mente. Você pode ser surpreendido com a resposta da outra pessoa.

7. Imponha a si mesmo em sua própria maneira silenciosamente forte.

Embora a impetuosidade da concorrência possa não ser o seu estilo, imensa força pode vir de quietude e reflexividade. Esta pode ser uma das dicas mais importantes, porque uma das razões pelas quais o introvertidos sentem-se pouco confiantes sobre si próprios é por achar que o próprio silêncio os faz parecer inadequados ou incompetentes em alguns contextos.


Sua introversão tem afetado de alguma forma a sua vida, seja nas suas relações, família ou trabalho?

Gostaria de saber mais sobre a introversão e suas características?

Tem dúvidas ou sugestões?

Escreva-me pois eu posso ajudá-lo. Pergunte-me como enviando um email para introvertidamenteblog@gmail.com.


Esse artigo foi útil para você? Se foi, pode ser para outras pessoas também. Curta, compartilhe e comente!

Queremos fazer o melhor para você. Deixe aqui a sua avaliação do nosso conteúdo!

Sobre o autor

Marta Leite

Marta Leite
Eu sou uma mãe, esposa, Life e Business Coach. Cradora do Programa “Além da Introversão”. Uma introvertida intuitiva – INFJ – dos Tipos Junguianos. Uma apaixonada, entusiasmada e curiosa pelo Desenvolvimento Humano.

Deixe aqui o seu comentário!

%d bloggers like this: