Comportamento Introversão

Filmes para introvertidos – porque uma imagem vale mil palavras

Filmes para introvertidos

Os temas de muitos filmes são a introversão e a extroversão. Uma forma divertida de alargar a nossa perspectiva sobre os introvertidos é ver alguns destes. Aqui vai uma lista com alguns dos mais vistos feita por uma leitora/colaboradora que é fã de livros e de cinema.

Por: Rosa Monaco

Por ser fã de livros e de cinema, fui convidada a escrever sobre  as personagens introvertidas que existem tanto no cinema quanto na literatura. Com certeza, essa é uma curiosidade que já permeou meus pensamentos e o de vocês também. Afinal, ver-se em uma história dá um sentimento de identidade, de referência e creio que uma compreensão melhor de si. Espero que gostem das sugestões.

Literatura, cinema e introversão.

Vou relacionar no decorrer do texto, o filme e o livro, para que desta forma as duas opções fiquem bem claras para todos. Todos os filmes citados aqui, tive a oportunidade de assistir e com isso poderei dar maiores detalhes sobre o que achei das personagens, ok? Vamos lá!

1. O Grande Gatsby
O Grande Gatsby

Leonardo di Caprio em O Grande Gatsby

Primeiramente, cito O Grande Gatbsy, filme baseado no livro de mesmo nome, do autor americano Franz Gerald. A história apresenta tanto o protagonista, que no filme é interpretado por Leonardo Di Caprio, como o narrador, o Mr. Carraway, como os introvertidos da trama. Interessante notar que, Gatbsy lança mão do recurso da extroversão temporária para atrair as atenções de sua amada para que esta visite sua mansão. Com isso, o filme tem cenas de grandes festas, com muita gente, bebida, música e confusões. Em meio a esse cenário, o protagonista mantém-se discreto e até mesmo à parte de tudo, apenas observando, com ar misterioso, gerando uma série de especulações acerca de seu caráter.

Ao mesmo tempo, tem no Mr. Carraway um amigo, talvez o único; alguém a quem confidencia seus segredos mais íntimos, como o amor que sente por Daisy, prima de Carraway e casada com um grande empresário da época (a história é narrada nos anos 20, nos Estados Unidos).

Carraway também é introvertido e como nós tem essa consciência a respeito de sua própria pessoa: “(…) Mas sou um sujeito de raciocínio lento e cheio de regras interiores que agem como freios sobre meus desejos (…)”. Enfim, trata-se de uma história que vale a pensa ser vista e lida.

2. O Fabuloso Destino de Amélie Poulain
O Fabuloso Destino de Amélie Poulain

Cena do filme O Fabuloso Destino de Amélie Poulain

O Fabuloso destino de Amélie Poulain é uma perola do cinema francês, na qual nossa protagonista, introvertida, claro, nos brinda durante toda história como uma característica bem própria de nosso temperamento: a simplicidade. O filme é feito do cotidiano e nisso está a sua riqueza. A perspectiva de Amélie sobre sua própria vida é algo que nos faz pensar como a vida pode ser emocionante quando apenas vivemos em nosso ritmo, sem querer agradar outras pessoas, ou seja, sendo autênticos. Considero esse filme um incentivo a todos aqueles introvertidos que ainda tem um certa insegurança em relação a sua forma de ser. Vale muito a pena.

3. As Vantagens de Ser Invisível
As Vantagens de Ser Invisível

As Vantagens de Ser Invisível

As vantagens de ser Invisível é um filme, também baseado no livro de mesmo nome, do autor Stephen Chbosky, narra as descobertas típicas dessa idade do introvertido adolescente Charlie. Não somente isso, mas aborda também seus traumas de infância, sexualidade e relacionamentos. Tudo da ótica de um rapaz tímido.

4. Orgulho e Preconceito
Orgulho e Preconceito

Orgulho e Preconceito

Além desses filmes que citei, temos Orgulho e Preconceito, livro da literatura inglesa, escrito por Jane Austen e adaptado para o cinema pelo diretor Joe Wright. O temperamento reservado do protagonista Darcy (Matthew Macfadyen) dá o tom da narrativa, que apaixona-se – por Elisabeth (Keira Knightley), cuja forma de ser é oposta a dele. Uma boa sugestão para aqueles os amigos que estão em um relacionamento com alguém extrovertido.

5. Au Revoir Les Enfants (Adeus Meninos)
Au Revoir Les Enfants

Au Revoir Les Enfants

Para fechar, novamente cinema francês, com o belíssimo filme Au Revoir Les Enfants (Adeus Meninos), do diretor Loius Malle. História ambientada no período de guerra, contada a partir da perspectiva de dois garotos, sendo um deles, um menino introvertido. Interessante perceber como seu comportamento revela sua personalidade e como ser diferente em um ambiente hostil pode trazer tristes consequências para um ser que ainda está no início da vida. Preconceito, intolerância, mas também amizade e companheirismo compõem essa linda história.

Espero que tenham gostado das sugestões e que de algum modo possam servir para um maior autoconhecimento. Boas leituras e bons filmes.


Curta e compartilhe!

Queremos fazer o melhor para você. Deixe aqui a sua avaliação do nosso conteúdo!

Sobre o autor

Rosa Monaco

Rosa Monaco é uma introvertida de mente complexa que busca na escrita sua válvula de escape, e como uma forma para expressar-se sobre si mesma e sobre o mundo. É natural do Mato Grosso do Sul, Brasil. Tecnóloga em Multimidia em Acadêmica e Letras, adora filmes, games e livros. Acredita em elementos místicos e em Deus. Ama sua casa, a família e seus cachorros.

Deixe aqui o seu comentário!

Comentário

%d bloggers like this: