Introversão Saúde Mental

Timidez é diferente de Introversão (pelo especialista Bernardo Carducci)

Timidez é diferente de Introversão (pelo especialista Bernardo Carducci)
Escrito por Marta Leite
Quem convive com a timidez ou com a introversão conhece muito bem a confusão que se faz em torno destes dois termos. Muitos de nós(inclusive eu) já foi chamado de – ou se achou – tímido, quando na verdade descobriu que é apenas uma das muitas personalidades introvertidas.

Usa-se muito o termo tímido para se referir tanto aos tímidos quanto aos introvertidos. Isto baseado apenas na sua aparente quietude, que é um comportamento comum aos dois. Mas, na realidade, timidez e introversão são coisas bem distintas. Ambos podem ser quietos sim, mas por razões diferentes. Introvertidos podem também ser tímidos, mas a timidez não é algo que afete apenas os introvertidos, ela também afeta os extrovertidos.

Em seu livro Shyness: A Bold New Approach, do autor Bernardo Carducci, ele explica que, muito embora ele próprio seja um estudioso da timidez, ele ainda continua perplexo e admirado com o seu poder – mesmo depois de duas décadas de estudo. E que, apesar de existirem diversas teorias, ninguém sabe ao certo o que timidez é.

Esse poder reflete-se na forma como ela pode evoluir através do tempo de vida e permear todos os aspectos da nossa existência: planos de carreira, aspirações e desempenho; namoros e casamento; a criação dos filhos, até mesmo como usamos tecnologias. Ela muda à medida que você amadurece e encontra novos desafios e, para muitos, é simplesmente um modo de vida.

O que é timidez?

O que comumente identificamos como timidez é geralmente o desconforto e inibição do comportamento na presença de outros. Parece mais obviamente como o silêncio. Embaraço. Rubor. Gagueira. Ansiedade. O termo inibição descreve o comportamento tímido evidente que podemos realmente observar: estar quieto e ficar longe de pessoas e ambientes estimulantes.

Ele explica que os tímidos sentem-se inibidos e apreensivos quando têm que lidar com a novidade e o desconhecido das interações sociais. E isso ocorre porque eles se preocupam sobre como será a sua performance frente a estranhos em ambientes incontroláveis e desconhecidos. Essa percepção os leva a escolher por ter uma rotina rígida, onde eles procuram fugir dos ambientes onde possam se deparar com esses tipos de situações. Essa tática muito embora crie segurança, em nada alivia os sintomas da timidez.

Um outro aspecto bastante importante da timidez citado por ele é a Ansiedade Social, que é a apreensão provocada antes de uma situação social quando você quer fazer uma boa impressão em uma audiência real ou imaginária, e você duvida que possa. Embora a timidez inclua essa ansiedade pre-performance (uma espécie de medo do palco social), ela também engloba comportamentos, pensamentos e sentimentos durante e depois das interações.

Timidez é diferente de Introversão

As pessoas constantemente confundem timidez com introversão, mas introvertidos não são necessariamente tímidos. Eles possuem habilidades sociais e autoestima necessárias para interagir com sucesso com outras pessoas, mas eles simplesmente preferem estar sozinhos. Eles sentem-se energizados pela solidão e eles não se tornam ansiosos e autocriticos quando eles estão com outras pessoas.

A ansiedade de desempenho, a autopercepção e os pensamentos autodestrutivos tão comuns entre os tímidos não podem ocorrer em introvertidos. As pessoas tímidas, por outro lado, querem desesperadamente que os outros possam vê-las e aceitá-las, mas elas parecem não possuir as habilidades, os pensamentos, sentimentos e atitudes que poderiam ajudá-las a gerir as interações sociais.

O desejo de estar com outras pessoas é chamado de sociabilidade. Só porque você é tímido não quer dizer que você que você não seja sociável: na verdade isso é de onde muitos problemas surgem. É o confito entre o desejo por contato social e a inibição que causa tanta dor. Sua sociabilidade pode influenciar o quanto você deseja estar com outras pessoas, mas não como lidar com esse contato.


Referências: Shyness: A Bold New Approach, do autor Bernardo Carducci, Paperback, 2007


Sua introversão tem afetado de alguma forma a sua vida, seja nas suas relações, família ou trabalho?

Gostaria de saber mais sobre a introversão e suas características?

Tem dúvidas ou sugestões?

Escreva-me pois eu posso ajudá-lo. Pergunte-me como enviando um email para introvertidamenteblog@gmail.com.


Esse artigo foi útil para você? Se foi, pode ser para outras pessoas também. Curta e compartilhe!

Queremos fazer o melhor para você. Deixe aqui a sua avaliação do nosso conteúdo!

Sobre o autor

Marta Leite

Marta Leite
Eu sou uma mãe, esposa, Life e Business Coach. Cradora do Programa “Além da Introversão”. Uma introvertida intuitiva – INFJ – dos Tipos Junguianos. Uma apaixonada, entusiasmada e curiosa pelo Desenvolvimento Humano.

Deixe aqui o seu comentário!

%d bloggers like this: