Habilidades e Auto-aprimoramento Introversão Vida

Introvertidos involuntariamente cometem erros: o Top10 deles

Introvertidos involuntariamente cometem erros: o Top10 deles
Escrito por Marta Leite
Introvertidos: a nossa escassa energia social, a nossa tendência “por defeito” de nos voltarmos para os nossos pensamentos e a nossa independência em relação às outras pessoas são as características mais presentes em nós. Mas, a forma como cada uma delas torna-se muito predominante no nosso comportamento pode nos levar a cometer algumas faltas ou excessos.

Sendo assim, muitos introvertidos podem, por exemplo, recusar tantos convites dos amigos para convívio que podem começar a ser vistos como anti-sociais ou antipáticos. Ou, pelo contrário, terem tanta dificuldade em dizer “não” para montes de eventos a ponto de sentirem-se exaustos. Nossa natureza avessa aos conflitos pode nos levar a sucumbir perante a investida de alguém que tenha uma personalidade mais agressiva.

Aqui vão alguns dos erros que os introvertidos(eu mesma, inclusive) acabamos por involuntariamente cometer.

  1. Passar por pouco amistosos

Seja por recusar um convite para uma grande festa, ou ir para ela mas, em seguida, ficar em pé, parado em um canto interagindo apenas com a sua bebida, os outros podem chegar à conclusão errada de que você não gosta de pessoas. Na realidade, você simplesmente acha tais eventos esmagadores e insatisfatórios.

Comece por aqui: Se você recusar o convite de um amigo para um evento que soa muito extrovertido para você, faça planos com ele ou ela para fazer algo de um-para-um ou em um grupo menor. E tente apenas declinar convites para os eventos que você sabe que vai detestar ou quando você estiver completamente em cinzas. Para outras vezes, você deve se dar uma chance.

  1. Afastar-se das pessoas

Começa com um pequeno plano cancelado aqui, uma chamada de telefone não retornada ali – mas, eventualmente, você pode perceber que não vinha tendo uma interação significativa com um bom amigo em particular ou membro da família há bastante tempo. Você pode justificar-se, dizendo: “Sim, mas eles poderiam ter me ligado novamente, então eles não querem me ver”, mas e se isso não for verdade?

Pense nisso: você acha que eles não se importam muito porque eles não continuam a procurar você. E, se eles usarem a mesma lógica que você usa para não ir até eles, então eles vão começar a pensar que você não se importa com eles também.

Comece por aqui: Simplesmente ligue para eles, faça um plano, e não o cancele. Você pode até dizer-lhes que você tem a tendência de se afastar, por vezes, e que não é nada pessoal. Entretanto, saiba que em alguns momentos você não poderá se afastar, como, por exemplo, quando eles estiverem passando por um problema em suas vidas e necessitarem do seu apoio. Certifique-se, é claro, que você realmente valoriza a sua relação com eles.

  1. Não pedir ajuda

Alguns introvertidos são mais firmemente independentes do que outros. Se você é um desses introvertidos, então pode ser difícil para você admitir que há algo que você não pode fazer por si mesmo.

Comece por aqui: Peça ajuda. É simples assim. Certifique-se de que você está pedindo a pessoa certa, é claro, se é uma questão relacionada com o trabalho. Pergunte a um colega de trabalho ou ao seu supervisor direto, em vez de perguntar a alguém de uma hierarquia mais alta. Para além disso, eu prometo a você que não é assim tão assustador.

  1. Não permitir-se tempo para recarregar

Este erro é basicamente o oposto dos dois primeiros desta lista. Ao invés de recusar muitos convites, você está esticando demasiado a corda. Às vezes temos a tendência de alternar entre os dois pontos; depois de uma semana sendo extremamente social, tornamo-nos um eremita total. Idealmente, você pode evitar tornar-se um eremita total, não drenando a bateria social no primeiro lugar.

Comece por aqui: Se você está começando a sentir-se drenado, está tudo bem recusar um convite para algo que você realmente não se preocupa. Tente agendar suas semanas para que você tenha dias sem eventos sociais.

  1. Sempre esperar que os outros iniciem a conversa

Lembre-se, mesmo sendo os extrovertidos a maior parcela da população, cerca de um terço dela é introvertida. Isso significa que há outras pessoas que têm medo de iniciar uma conversa também. Além disso, nem todos os extrovertidos são o estereótipo falante que nós fazemos deles. Por isso, tente ser o primeiro a iniciar uma conversa de vez em quando.

Comece por aqui: Se você estiver em uma reunião com 30 outras pessoas, as chances são de que pelo menos 10 deles sejam introvertidos também, e eles provavelmente iriam adorar se você os salvasse de ter que iniciar uma conversa ou de um particularmente arrogante e tagarela extrovertido! (Nós introvertidos temos que ajudar uns aos outros, afinal de contas).

  1. Não se impor por si mesmo (e pelos outros)

A extroversão está geralmente correlacionada com assertividade. Como um introvertido, você pode ter uma tendência a deixar que personalidades mais dominantes facilmente subjuguem você ou pessoas com que se preocupa.

Comece por aqui: Você não tem que gritar com alguém ou começar uma briga. Tomar uma posição por si mesmo pode ser tão simples como dizer “eu discordo”. E posicionar-se por outra pessoa pode ser tão simples como dizer: “Por favor, não fale assim sobre ____”.

  1. Negligenciar eventos importantes

Este erro está além de recusar um convite para sair para beber em uma aleatória noite de sexta; este erro significa pular a primeira festa de aniversário de sua sobrinha ou o casamento do seu melhor amigo para ficar em casa e assistir a Netflix. Há alguns eventos na vida que você realmente só tem que respirar fundo e ir – se você quiser manter seus relacionamentos e evitar ferir as pessoas que você gosta.

Comece por aqui: Dependendo do que exatamente é o evento, você pode ser capaz de ir e, em seguida, sair mais cedo. Você não tem que sair para os bares em plena madrugada após recepção de casamento do seu amigo. Você pode dizer à sua irmã quanto tempo que você precisa até ir embora. Se sair mais cedo não é uma opção viável, você ainda pode recuperar o fôlego, ir para fora respirar um “ar fresco” ou oferecer-se para ajudar a sua irmã com uma tarefa durante a festa.

  1. Pensar que é mais sagaz/sábio do que seus amigos extrovertidos e família

Essa tendência deriva possivelmente do fato de uma cultura que tem desvalorizado introversão por muito tempo. Agora que a introversão é mais falada e apreciada, tem sido uma espécie de reação contra os extrovertidos, que é uma bobagem.

Comece por aqui: extroversão e introversão não têm qualquer influência sobre a inteligência, assim como todas as outras preferências de Myers-Briggs ou o Big 5. Reconheça que ser falante e amar uma multidão de pessoas não faz alguém estúpido ou superficial.

  1. Passar muito tempo em sua própria cabeça

Estar sozinho dá-lhe oportunidades de pensar e conhecer-se melhor. No entanto, também pode dar-lhe muito tempo para hiper-analisar qualquer coisa. Mesmo quando você está entre outras pessoas, você pode estar mais presente em sua própria cabeça do que você está no grupo, o que pode levar a uma maior inibição da ação do que você normalmente teria.

Comece por aqui: Faça um esforço consciente para estar presente quando você está com outras pessoas ou até mesmo completar suas próprias tarefas. Praticar Mindfulness é uma maneira de exercitar esse músculo.

  1. Deixar de apreciar as pessoas ao seu redor

Como um introvertido, você pode apreciar mais quando as pessoas cancelam os planos com você do que quando elas comparecem. Eu certamente me senti assim muitas vezes antes. É fácil tomar por certo que você sempre terá amigos que queiram fazer planos com você.

Comece por aqui: Você pode apreciar o seu tempo sozinho e seu tempo com os amigos. Certifique-se de que suas ações mostram que você gosta de passar tempo com seus amigos e que você se preocupa com eles. Além disso, nenhum homem (ou mulher) é uma ilha.


Este artigo foi traduzido e adaptado de: The TOP Ten Mistakes That Introverts Unwittingly Make em truity.com


Sua introversão tem afetado de alguma forma a sua vida, seja nas suas relações, família ou trabalho?

Gostaria de saber mais sobre a introversão e suas características?

Tem dúvidas ou sugestões?

Escreva-me pois eu posso ajudá-lo. Pergunte-me como enviando um email para introvertidamenteblog@gmail.com.


Esse artigo foi útil para você? Se foi, pode ser para outras pessoas também. Curta, compartilhe e comente!

Queremos fazer o melhor para você. Deixe aqui a sua avaliação do nosso conteúdo!

Sobre o autor

Marta Leite

Marta Leite
Eu sou uma mãe, esposa, Life e Business Coach. Cradora do Programa “Além da Introversão”. Uma introvertida intuitiva – INFJ – dos Tipos Junguianos. Uma apaixonada, entusiasmada e curiosa pelo Desenvolvimento Humano.

Deixe aqui o seu comentário!

%d bloggers like this: