, ,

As redes sociais e a ascensão dos introvertidos

As redes sociais e a ascensão dos introvertidos

Muito se discute sobre o impacto da internet como principal forma de comunicação social. Como é que os introvertidos cabem nesta nova ordem da comunicação?

Há uma grande discussão em torno das redes sociais nos dias em que vivemos. Dizem que elas vieram para ficar, e a verdade é que a vida nunca mais voltou a ser a mesma coisa desde que elas chegaram. No entanto, sabemos que nem tudo são rosas e as diferentes plataformas de interacção online têm gerado muita polémica. Multiplicam-se os relatos de relacionamentos destroçados por causa da atenção e tempo dispendido nas redes sociais, da maneira como as famílias às refeições quase nem comunicam, com o talher numa mão e o ecrã na outra. Há até aquela imagem típica dos amigos que se encontram para tomar o café e em vez de socializarem, estão a olhar para o smartphone quase sem falarem…

Vozes fatalistas dizem que o mundo está cada vez mais frio e as pessoas cada vez mais solitárias à custa das redes sociais. Assim, diz-se que as  novas formas de socialização criaram novas formas de solidão.

Mas como é que os introvertidos cabem nesta nova ordem da comunicação?

A internet é uma das principais formas de comunicação social e descobriu-se que introvertidos e extrovertidos comportam-se de maneira diferente online.

Não hajam dúvidas, as redes sociais trouxeram muitas vantagens para quem é introvertido. Um estudo que li há dias diz que, e passo a citar:

As pessoas introvertidas tendem a revelar o seu verdadeiro “eu” quando estão online enquanto que os extrovertidos revelam-se mais na interacção presencial com as outras pessoas…

Esta ideia de que os introvertidos, habitualmente mais retraídos numa conversa de grupo ou com pessoas desconhecidas, chegam à internet e tornam-se extrovertidos, através de um estilo de escrita que sugere que a pessoa é super divertida, aberta e sociável também é focada no livro de Susan Cain, “Silêncio”. Diz a autora:

Os estudos mostraram que de facto, os introvertidos mais do que os extrovertidos, são dados a expressarem online factos íntimos acerca de si próprios, que surpreenderiam as suas famílias e amigos se os lessem; dizem que conseguem expressar o seu verdadeiro “eu” online, e gastam mais tempo em discussões online. Acolhem bem a oportunidade de comunicar digitalmente. Uma pessoa que nunca levantaria a mão numa sala de conferências perante cem pessoas para intervir, pode escrever num blog para duas mil ou dois milhões de pessoas sem pensar duas vezes. Alguém que acha difícil apresentar-se a estranhos, pode estabelecer uma presença online e depois estender um relacionamento para o mundo real.

É verdade, os introvertidos adoram as redes sociais! Por que será?

Bem…

Eis 5 grandes razões:

  1. Os introvertidos têm mais dificuldade em apresentar-se a desconhecidos porque sentem-se por norma escrutinizados quando frente a frente, sentem-se sobre análise dos outros, o que causa ansiedade. Com um ecrã a proteger desse primeiro impacto presencial, não há lugar a ansiedade;
  2. Introvertidos temem o momento em que uma conversa chegou ao fim, ou quando ficam sem assunto para continuar, por isso, quando estão online é mais fácil abandonar uma conversa a meio. Até pode-se reatar a conversa mais tarde, depois de pensar melhor no que vai dizer a seguir;
  3. Introvertidos tendem a escrever melhor do que falam. Eles precisam de tempo para organizar as suas ideias. Ao contrário dos extrovertidos que agem e depois pensam, os “intros” pensam e depois agem. O método principal de comunicação nas redes sociais é a escrita. É preciso dizer mais?
  4. Introvertidos preferem falar de assuntos “profundos”. Na cronologia do facebook por exemplo pode-se sempre identificar um introvertido pelos seus posts. Por norma abstêm-se de assuntos banais como futebol, e preferem focar em posts à base de pensamentos, consciências, crescimento pessoal, espiritualidades, ou seja todos os assuntos que realmente gostam e que é difícil encontrar com quem conversar no dia a dia…
  5. Finalmente, que bom é comunicar online, sem sair do conforto de casa, enrolado num edredão quente, ao computador… assim como eu estou neste momento 😉

E você, caro introvertido… consegue dizer mais razões porque adora o… “online”? 🙂


Sobre o autor

José Araújo, sou licenciado em Marketing, natural de Santo Tirso, Portugal. Depois de concluir um curso de especialização em Search Engine Marketing, despertei para o interesse em blogues. No meu site, O Poder dos Introvertidos, procuro chegar ao meu público com uma mensagem bem definida. A mensagem de que a introversão é mais um dom que um defeito. Como introvertido que sou, sei como a falta de compreensão e de informação sobre introversão está a condicionar a vida de 25% da população, que se estima introvertida. Sou um tipo INFJ de Myers Briggs e, como tal, faço parte da equipe de mundial de hosts da maior comunidade de pessoas INFJ no mundo, o INFJ Refuge.


Acompanhe-nos assinando a nossa newsletter:

Introvertidamente

Pode também fazê-lo através do formulário abaixo:

Gosta do nosso conteúdo?

Assine agora e receba mensalmente as atualizações do nosso site!

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

Nós não negociamos endereços de email! Você poderá sempre cancelar a sua subscrição!

Eu sou Marta Leite, mãe, esposa, Humanistic Professional Coach – IHCOS®, produtora e facilitadora de conteúdos de desenvolvimento pessoal para introvertidos e personalidades sutis. CEO fundadora do site Introvertidamente. Sou uma introvertida intuitiva de Carl Jung, uma INFJ do sistema Myers-Briggs e uma Idealista do sistema de personalidades Keirsey.

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe aqui o seu comentário!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.