Comportamento Habilidades e Auto-aprimoramento

Como iniciar e manter uma conversa?

Como iniciar e manter uma conversa?
Escrito por Marta Leite

No nosso grupo no Facebook e nos e-mails que recebo dos leitores, muitos pedem dicas sobre como iniciar e manter uma conversa. Aqui vão algumas dicas que, se postas em prática, ajudam você a melhorar as suas habilidades sociais.

CONVERSA FIADA: UM MAL NECESSÁRIO

Conversa fiada não é a preferência dos introvertidos. Mas ela possui uma extremamente importante função: sem ela você raramente chega a uma conversa verdadeira. A conversa casual é o quebra-gelo que abre o caminho para uma conversa mais íntima, criando as fundações para uma relação mais forte. Pessoas que se sobressaem em conversas amenas são experts em fazer com que os outros se sintam incluídos, valorizados e confortáveis. O que aumenta suas possibilidades nas relações de negócio, fechar acordos, abrir as portas para um romance, ou fazer amigos.

[tweetshare tweet=”Conversa fiada não é a preferência dos introvertidos. Mas sem ela você raramente chega a uma conversa verdadeira.” username=”WJDcsmk)&k48&w*&)k4D(wlh^U5DoGUQ:1:1″]

A boa notícia sobre conversação é que é uma habilidade que pode ser aprendida. Não seja tolo em imaginar que todas as pessoas que estão sorridentes e felizes em suas conversas diárias fazem isso assim tão naturalmente. Certamente alguns são naturalmente faladores, mas os que não são podem perfeitamente aprender e praticar técnicas – eu fui uma destas. Fazer amizades e puxar conversas com estranhos nunca foi uma das minhas maiores habilidades. Eu prefiro conversas profundas, mas viver em um país estrangeiro e precisar criar conexões foi um dos motivos que me levou a investir algum tempo em treinar isso.

CADA UM POSSUI UM DESAFIO

Um dos meus bloqueios era partilhar fatos pessoais e saber como sustentar e aprofundar uma conversa. Comecei a buscar algumas técnicas e me permiti não ter medo ou desconforto ao revelar fatos da minha vida para as pessoas. Depois de algum tempo, eu comecei a ficar melhor e até fazer isso de forma propositada. Passei a me sentir mais confiante e confortável em puxar conversa, em saber como conduzi-la e encerrá-la.

Cada um de nós possui desafios diferentes quando o tema é conversação. Mas independente deles, algumas regras e técnicas podem ajudar você neste caminho. Hoje, eu uso em todos os lugares – em fila no supermercado, em uma festa, esperando o ônibus, na academia… eu sou muito mais sociável agora, e tem sido uma grande experiência para mim.

Antes de você se aproximar de alguém com a intenção de puxar uma conversa, é importante ter em conta algumas questões:

QUESTÃO #1: EU POR ACASO QUERO FALAR COM VOCÊ? 

Falar com estranhos é ótimo, e você provavelmente deve tentar fazer mais, mas há também um argumento a ser feito para ser um pouco seletivo. Se o objetivo é ter mais conversas boas e menos inábeis, então é uma boa ideia fazer algumas perguntas antes de iniciar um diálogo para se certificar de que ele não se transforma em um monólogo incômodo.

  • Eles mostram algum sinal de abertura?

Linguagem corporal diz muito sobre uma pessoa e você pode ter uma boa sensação de se eles estão abertos para uma abordagem pela forma como eles se posicionam corporalmente.

Onde seus olhos vão quando eles andam ou ficam de pé? Se eles olham em volta ou olham para o céu, eles provavelmente estão abertos para serem abordados. Se eles olham fixos principalmente para chão, isso provavelmente significa que eles estão mais fechados.

Como está sua postura geral? É aberto e convidativo ou eles parecem distantes em pensamento? Estar distante nos pensamentos pode significar que você está menos aberto à distração.

O que diz as suas expressões faciais? Sobrancelha franzida? Sorriso detectável? Suas mãos estão em seus bolsos (fechado) ou fora e visível (aberto)?

  • Existe uma saída fácil?

Quando você se aproxima de alguém pela primeira vez, é desconfortável. Se há uma maneira de sair da situação facilmente, então é menos ameaçador para todos os envolvidos. Uma conversa em uma fila curta no supermercado ou um passeio rápido no elevador é um bom exemplo. Você tem um público cativo, mas não por muito tempo. Se algo der errado – você ser rejeitado ou a pessoa acabar se mostrando pouco atraente – o constrangimento é de tempo curto.

Tenha em mente, no entanto, que é difícil aprender algo significativo nessas situações de muito baixo risco. Para se tornar um conversador qualificado, eventualmente você tem que começar a buscar chances maiores.

QUESTÃO #2: COMO FAÇO PARA ABRIR O DIÁLOGO?

Você tem um objetivo? Não há nada de errado com uma conversa pouco trivial, mas é mais difícil de começar do que uma que tem um propósito óbvio. Quando alguém se aproxima de você, qual é a primeira coisa que você acha?

“O que eles querem de mim?”

Como iniciar e manter uma conversa?

Se não houver uma resposta óbvia, você fica desconfortável e um pouco suspeito. Se a finalidade da aproximação é – ou pelo menos parece ser – clara desde o início, baixamos a nossa guarda.

Se você só quer ter uma conversa, você não precisa de nenhum tipo de plano elaborado, mas para quebrar o gelo é bom começar com um objetivo que a outra pessoa possa facilmente entender. Onde você vai a partir daí, é com você.

Então, como você faz isso? Existem algumas boas maneiras.

  • Vocês compartilham algo óbvio?

Como iniciar e manter uma conversa?

Vocês estão usando o mesmo par de sapatos? Têm o carro da mesma cor? Esperando o mesmo ônibus? Isso pode ser incrivelmente trivial. Não importa o que é e, de fato, quanto mais sem sentido isso é, mais fácil é pelo menos obter uma resposta que pode abrir um diálogo.

Obviamente, isso vem com um limite. “Eu vejo que nós dois estamos usando calças” é improvável que vá longe. Todo mundo usa calças – bem, quase todo mundo – e é improvável que revele qualquer outra coisa. O mesmo par de sapatos, no entanto, pode dizer muito. Diz que você tem um gosto similar na moda, mesmo que os sapatos que você está usando não são incomuns.

  • Há um elefante no quarto?

Esta é a maneira mais fácil de iniciar uma conversa com praticamente qualquer pessoa. Se você está em uma situação em que todo mundo está pensando a mesma coisa, mas ninguém está dizendo isso, você pode ter uma conversa rugindo em apenas alguns segundos, afirmando o óbvio.

QUESTÃO #3: COMO FAÇO PARA MANTER A CONVERSA FLUINDO?

Assumindo que a primeira parte da abordagem correu bem, e você realmente quer mantê-la dessa forma, o próximo desafio é manter as coisas fluindo. Você construiu um impulso e você não quer perdê-lo.

Neste segundo momento, a conversa irá para as trocas de nome e troca de informações pessoais de cada um de vocês. Neste momento atente se:

  • Você está fazendo perguntas ou fazendo declarações?

Como iniciar e manter uma conversa?

Sempre que você estiver pronto para encerrar sua parte no diálogo, certifique-se de terminá-la em uma pergunta. Ela não tem que literalmente terminar com um ponto de interrogação, mas você quer ter certeza de que você está transmitindo para a outra pessoa que você está pronto para ela começar a falar. Caso contrário, o  silêncio constrangedor será o resultado típico.

E não acabe apenas com uma pergunta; Torne a conversa fácil. Se eles tiverem que pensar muito sobre o que dizer a seguir, você vai desmotivá-los para manter as coisas funcionando. Tente ficar longe de perguntas fechadas (sim / não), e escolha aquelas que exigem pelo menos um pouco de explicação. Tipo:

  • Descreva-me …
  • Diga-me…
  • Como foi essa experiência para você?
  • Como você fez isso?
  • O que lhe trouxe…
  • Por quê?
QUESTÃO #4: COMO FAÇO PARA TERMINAR UMA CONVERSA?

Como iniciar e manter uma conversa?

Terminar uma conversa quando as coisas estão indo bem é fácil. Você simplesmente para, agradece-lhes, despede-se e sai.

Terminar uma conversa quando as coisas não correram bem, pode ser mais difícil, especialmente se a outra pessoa tem gostado mais do que você. Use o bom senso e encontre uma saída sutil antes que o silêncio constrangedor preencha o ar entre vocês dois. Mas não se preocupe, se a sua aproximação observou bem as regras da questão 1, as possibilidades de algo correr mal podem ser bastante pequenas.

Lembre-se de que nem tudo irá funcionar perfeitamente nas primeiras tentativas, mas é importante persistir. Com o tempo e o treino as suas habilidades tornam-se cada vez melhores.

Bom proveito!

Marta Leite

 

CURTA TAMBÉM  A NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK E PARTICIPE DO NOSSO GRUPO:

GRUPO: Grupo Introvertidamente no Facebook.

PÁGINA: Facebook/introvertidamente


Fonte: The Fine Art Of Small Talk de Debra Fine


ebook-imagem-destaque-siteinfo


PODE TAMBÉM NOS ENVIAR SUA QUESTÃO ATRAVÉS DO FORMULÁRIO ABAIXO:

Queremos fazer o melhor para você. Deixe aqui a sua avaliação do nosso conteúdo!

Sobre o autor

Marta Leite

Marta Leite
Eu sou uma mãe, esposa, Life e Business Coach. Uma introvertida intuitiva – INFJ - dos Tipos Junguianos. Uma apaixonada, entusiasmada e curiosa pelo Desenvolvimento Humano.

Deixe aqui o seu comentário!

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d bloggers like this: