Como parar o comportamento de autossabotagem?

A autossabotagem é a arte de agir contra você mesmo,  convencendo-se de que você não quer as coisas que realmente faz e afastando as oportunidades. Então, como parar?

Como parar o comportamento de autossabotagem?

Este artigo está conectado com o anterior: “O que é autossabotagem e por que eu faço isso?”

A autossabotagem é a arte de agir contra você mesmo,  convencendo-se de que você não quer as coisas que realmente faz e afastando as oportunidades.

Um hábito poderoso, pode se tornar uma segunda natureza para você destruir o que quiser. Então, como parar?

6 MANEIRAS DE PARAR O COMPORTAMENTO DE AUTOSSABOTAGEM

Aqui estão algumas maneiras de começar a quebrar o padrão de autossabotagem em sua vida de uma vez por todas.

1. Investir fortemente em conhecer uma pessoa muito importante.

A pessoa de quem estamos falando é você. O comportamento de autossabotagem prospera na confusão interior e na falta de identidade. Se você não tem clareza sobre quem você realmente é, é fácil se convencer de que você quer algo que não é.

Conheça a si mesmo tão bem que não há mais espaço para se enganar e fazer o que você não quer. Como fazer isso? Leia.

2. Valorize seus valores.

Valores pessoais, nossas crenças sobre o que é importante na vida, são fortes marcadores sobre o que realmente queremos da vida.

Muitas vezes confundimos nossos próprios valores pessoais com os de nossos pais, colegas ou mesmo da sociedade, e é um caminho muito rápido para sabotar nossa própria felicidade.

Você realmente valoriza a riqueza, ou no fundo você preferiria viver uma vida simples se seus pais não a desaprovassem? O seu valor é “diversão”, porque o seu grupo social exige isso, ou você secretamente prefere gastar seu tempo livre estudando e honrando seu valor de sabedoria?

3. Aprenda sobre crenças básicas e vá em busca da sua.

As crenças centrais são as maneiras de ver o mundo que aprendemos como crianças e assumimos que são “fatos” – quando, com muita frequência, são tudo menos isso. E elas podem estar tão escondidas em nosso inconsciente que nem sequer percebemos o que lá estão, ou o quanto elas estão formando nossas decisões.
As crenças nucleares negativas também são o principal fator por trás do comportamento de autossabotagem. Por exemplo, se você pensa que “não sou digno de amor”, mesmo que deseje ser amado, você sabotará qualquer tentativa.
Tomando o tempo para identificar suas crenças fundamentais, você pode então escolher novas crenças que levam você a aproximar-se, em vez de afastar-se, das coisas que você realmente quer.

Quer compreender mais acerca de si mesmo? Preencha os seus dados e receba agora mesmo o seu eBook!

* indicates required

4. Desenvolva a auto-compaixão.

Crenças nucleares negativas como “eu não sou digno” ou “coisas ruins sempre acontecem comigo” são alimentadas pela baixa autoestima , outro componente importante de um hábito de autossabotagem.

Apenas ‘decidir’, de repente, ter boa autoestima, no entanto, raramente funciona. Sentir-se bem consigo mesmo é um processo longo que requer comprometimento.

Mas se houvesse um atalho para a autoestima, poderia ser a arte da autocompaixão. Isso sugere que, em vez de tentar alcançar o objetivo quase impossível de sempre gostar de você mesmo, tente simplesmente ter empatia e compreensão para si mesmo.

5. Torne-o consciente.

A maioria dos comportamentos de autossabotagem é dirigida por padrões de pensamentos negativos que nem sabemos que estamos tendo.

A técnica da atenção plena  traz sua atenção para o momento presente, para que você possa realmente ouvir tais pensamentos e treinar a si mesmo para não agir sobre eles.

Mindfulness também ajuda você a estar presente aos seus sentimentos, que você pode usar como uma ferramenta de navegação para ajudá-lo a determinar o que parece ser uma sabotagem e o que você sente ser algo que você realmente quer.

6. Simplifique.

Quanto mais complicado nos convencermos de que são as coisas, mais podemos levantar nossas mãos no ar e nos recusar a avançar, isto é, sabotar nosso progresso.

Simplicidade pode vir de tirar o drama. Isso significa reconhecer qualquer padrão de pensamento preto e branco que esteja fazendo com que você torne as coisas maiores do que elas realmente são.

Em seguida, simplifique seus objetivos e torne-os infalíveis seguindo as técnicas de definição de metas experimentadas e testadas. Pode buscar ajuda de um coach para isso!

Não tem certeza de que você pode navegar sozinho? Não faça.

Trabalhe com um coach, conselheiro ou psicoterapeuta. Eles são treinados para reconhecer exatamente onde você está se sabotando e para ajudá-lo a ver quem você realmente é e o que realmente quer.

Você tem uma técnica para parar a autossabotagem que não mencionamos aqui? Compartilhe abaixo. 

Source: https://www.harleytherapy.co.uk/counselling/stop-self-sabotaging-behaviour.htm#ixzz5H20NutZ1

Dúvidas, críticas ou sugestões, fale conosco!

A sua introversão traz algum tipo de bloqueio para a sua vida pessoal ou profissional?

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe aqui o seu comentário!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Gosta do nosso conteúdo?

Assine agora e receba mensalmente as atualizações do nosso site!

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

Nós não negociamos endereços de email! Você poderá sempre cancelar a sua subscrição!

Marta Leite - Life e Business Coach

Eu sou Marta Leite, mãe, esposa, Humanistic Professional Coach – IHCOS®, Keirsey Four Temperament Assesment Administrator, produtora e facilitadora de conteúdos de desenvolvimento pessoal para introvertidos e personalidades sutis. CEO fundadora do site Introvertidamente. Sou uma introvertida intuitiva de Carl Jung, uma INFJ do sistema Myers-Briggs e uma Idealista do sistema de personalidades Keirsey.