Introversão: o que é? (não é timidez)

Muito embora haja muita informação sobre a Introversão, ainda existe um grande equívoco sobre o que ela realmente é.

Muitos confundem introversão com timidez, mas ela não é. Embora alguns introvertidos sejam tímidos, ou acabem se tornando por não saberem o suficiente sobre eles mesmos. Para ajudar a perceber o que é a introversão é necessário fazer uma comparação sobre o temperamento oposto ao introvertido: o extrovertido.

Para saber mais sobre como a introversão e a extroversão pode afetar a sua vida, clique aqui!

O que é a Introversão?

É, na sua raiz, um tipo de temperamento. Não é a mesma coisa do que timidez, ou do que ter uma personalidade distante, e não é patológico. Não é igualmente algo que se possa alterar. Mas pode aprender-se a trabalhar com ela, em vez de contra ela.

A mais forte característica dos introvertidos é a sua fonte de energia: os introvertidos retiram a sua energia do mundo interno: de ideias, emoções e impressões. São conservadores de energia. Podem facilmente ser sobreestimulados pelo mundo exterior experienciando a sensação de “demasia”. Esta pode materializar-se tanto sob forma de nervosismo, como de entorpecimento. Em qualquer dos casos, os introvertidos têm necessidade de limitar a sua experiência de convívio social, por forma a não acabarem esgotados.

Necessitam porém de equilibrar o tempo que passam só e o tempo que passam no exterior, caso contrário podem perder outras perspectivas e conexões. As pessoas introvertidas que equilibram a sua energia possuem perseverança e a capacidade de pensar de forma independente, de se concentrar mais profundamente e de trabalhar criativamente.

Para você manter sua mente calma, fortalecer sua autoconfiança e sentir-se bem na sua própria pele.

Conheça os nossos cursos na UDEMY!

Curso Autoestima na Prática

Construindo Uma Autoconfiança Verdadeira em Passos Simples

Como Alterar Pensamentos Que Geram Sofrimento

Slider

PRINCIPAIS DIFERENÇAS ENTRE INTROVERTIDOS E EXTROVERTIDOS

modo de produção de energia é a diferença mais evidente entre introvertidos e extrovertidos, mas existem outras duas diferenças primárias: a resposta de ambos aos estímulos e as suas diferentes abordagens ao conhecimento e à experiência.

Reabastecimento de energia

Os extrovertidos vão buscar as suas energias ao mundo exterior. A maioria deles gosta de falar com os outros, de se envolver em atividades exteriores a si próprios e de trabalhar em volta de pessoas, atividades e coisas. Contrariamente à maior parte das nossas percepções, porém, estes não são necessariamente mais abertos ou exterior, ou mais vivos do que os introvertidos, mas o seu enfoque encontra-se fora de si próprio. Eles despendem a sua energia livremente, e sentem frequentemente dificuldade em abrandar. Poderão experienciar solidão e uma sensação de esvaziamento quando não estão em contato com pessoas ou com o mundo exterior. Poderão também ser mais ansiosos por festas e convívio social.

Os introvertidos pelo contrário retiram a sua energia do mundo interior: de ideias, emoções e impressões. Contrariamente aos nossas esteriótipos comuns relativamente ao introvertidos, eles não são necessariamente calados ou distantes, mas o seu enfoque encontra-se no interior das suas cabeças. Necessitam de um local sossegado onde possam pensar aprofundadamente sobre coisas e recarregar as baterias.

Estimulação

A segunda diferença entre o introvertido e o extrovertido é a forma como cada um experiencia a estimulação externa.

Os extrovertidos gostam de experimentar muito ao passo que os introvertidos gostam de saber muito acerca daquilo que experienciam.

Os introvertidos apreciam a complexidade quando podem concentrar-se, em uma ou duas áreas, sem pressões. Mas se tiverem demasiados projetos poderão facilmente sentir-se assoberbados.

Amplitude ou profundidade

A terceira forma em que diferem os extrovertidos e introvertidos envolve os conceitos de amplitude e profundidade.

De um modo geral, os extrovertidos gostam de largueza – muitos amigos e experiências, saber um pouco de tudo, ser generalista.

Os introvertidos, pelo contrário gostam de profundidade, e limitarão as suas experiências, mas sentindo cada uma delas profundamente. A maior parte das vezes terão menos amigos, mas mais intimidade. Gostam de se envolver profundamente nos assuntos, e procuram “riqueza” mais do que “abundância”.

Se ainda não sabe se é introvertido ou extrovertido, pode fazer um teste simples clicando aqui!

Quer compreender mais acerca de si mesmo?

Clique aqui para baixar GRATUITAMENTE  agora mesmo o seu e-Book!

A sua introversão traz algum tipo de bloqueio para a sua vida pessoal ou profissional?

Eu sou uma Humanistic Professional Coach IHCOS®, e eu ajudo introvertidos, criativos, e pensadores profundos auxiliando-os a conhecerem a si mesmos, desenvolverem autoestima, capitalizarem as suas forças pessoais e aprenderem  a como florescer em uma cultura amplamente extrovertida. Clique aqui para saber mais!

Gostou do que você está lendo? Assine aqui a nossa newsletter exclusiva.

Não enviamos spams.