Minicurso Primeiros Passos Para Construir Autoestima

Parte 3 – Dialogando com seu crítico interno: 2 técnicas essenciais

“Eu não sou os meus pensamentos, eles são apenas pensamentos. Eles podem mudar de minuto em minuto, hora em hora. Então, por que não substituí-los quando eles são negativos?” – Anônimo

Dialogando com seu crítico interno: 2 técnicas essenciais 

Então, como você fala de volta com o seu crítico interno e impede-o de puxá-lo para dúvidas de si mesmo ou pensamentos negativos sobre você?

Use dois hábitos simples:

  1. Técnica da Interrupção dos Pensamentos
  2. Obtendo clareza sobre as consequências que o crítico interno traz.
1. Diga Pare!

À medida que você escuta seu diálogo interno, pare e observe. Pergunte a si mesmo.

  •  Por que estou pensando esse pensamento?
  •  Onde ele está me levando?
  •  Isso me ajuda a me sentir confiante?

Quando você se torna consciente de um pensamento negativo, use um “INTERRUPTOR DE PENSAMENTOS”. Interrompa o pensamento indesejável dizendo com firmeza: 

  • ‘Não!’
  • ‘Pare!’
  • ‘Vá embora!’
  • ‘Desapareça!’

Ou alguma outra palavra ou frase de sua escolha. Alternativamente, basta pensar para si mesmo:

– “Esse é um pensamento antigo: eu não escolho mais pensar dessa maneira.” Faça isso silenciosamente ou em voz alta (em voz alta, se as circunstâncias o permitirem).

Quando você tem o pensamento autocrítico que sugere que você nunca passará em entrevistas de emprego, testes na escola, use sua própria palavra-chave ou frase o mais rápido que puder.

Em sua mente, diga ou grite: PARE!

Eu costumo usar algo tipo: “Não, não… nem vem que eu não caio nessa! Ou, outras vezes, digo coisas do tipo: “Não vem que não tem!” funciona bem para mim também.

Experimente estas frases e palavras ou crie uma palavra-chave ou uma frase própria que o levante e que pare o crítico quando ele estiver a caminho. Em seguida, reoriente sua atenção e atenção para algo mais útil e estimulante para a autoestima.

Um exemplo: se você falhou em um teste na escola, seria útil dizer: “Sim, eu falhei o teste desta vez. Mas eu ainda sou bom como uma pessoa e, estudando melhor para o re-teste, provavelmente vou passar. “Vamos olhar mais sobre como se concentrar em coisas mais edificantes e positivas nas próximas semanas.

Ao usar algo muito simples como uma palavra ou frase repetidamente durante uma semana, você começará a formar um novo hábito de parar o crítico antes que ele possa se apossar de você. Vai demorar algum tempo para o hábito enraizar, mas dará certo.

Faça o melhor que puder, tente usar sua frase ou palavra de interrupção de pensamento negativo sempre que possível e você descobrirá que depois de um tempo sua mente pode começar a dizer isso quase automaticamente quando o crítico aparecer.

A mente não é um vácuo; você não pode não pensar.

Além disso, você só pode pensar um pensamento consciente de cada vez (se você não acredita em mim, tente pensar dois pensamentos ao mesmo tempo – impossível!). Então, uma vez que você dispensou o pensamento indesejável, substitua-o imediatamente por outro, para evitar que outros pensamentos indesejados apareçam em sua mente consciente.

Experimente esta outra forma alternativa de Interrupção do Pensamento.

Quando você percebe um pensamento incapacitante, abra um bom riso para si mesmo: apenas ria de suas bobagens. Diga:
  • “Então, você é o pensamento?”
  • “Ha! Ha!”,
  • “Pois bem, aqui vai outro!”

Então, permita-se um caloroso sorriso interior. Busque uma posição bem confortável, sentado ou deitado. Feche seus olhos, respire fundo e imagine que há uma pequena pessoa varrendo os pensamentos duvidosos, ansiosos, inúteis e auto depreciativos em uma pilha de poeira no centro da sua cabeça. Quando todos forem varridos, “sopre” a poeira da sua boca e “assista” ela se dispersar para a atmosfera.

Dialogar com os seus pensamentos autocríticos é feito parando estes pensamentos em sua mente antes que eles se tornem redemoinhos intermináveis.

Você pode fazer isso usando a técnica de “Interrupção de Pensamentos”. Ela consiste em usar palavras como: “Pare”, “Desapareça” nos momentos em que seus pensamentos negativos começarem a povoar sua mente. Pode também criar suas próprias palavras-chave ou frases.

Isso resulta por que uma vez que nós não conseguimos deixar de pensar, nós aprendemos a redirecionar os nossos pensamentos indesejáveis para pensamentos mais desejáveis antes que os primeiros nos ponham em um loop de pensamentos prejudiciais tanto para a nossa autoestima quanto para o nosso bem-estar geral.

Resumindo…

Dialogar com os seus pensamentos autocríticos é feito parando estes pensamentos em sua mente antes que eles se tornem redemoinhos intermináveis.

Você pode fazer isso usando a técnica de “Interrupção de Pensamentos”. Ela consiste em usar palavras como: “Pare”, “Desapareça” nos momentos em que seus pensamentos negativos começarem a povoar sua mente. Pode também criar suas próprias palavras-chave ou frases.

Isso resulta por que uma vez que nós não conseguimos deixar de pensar, nós aprendemos a redirecionar os nossos pensamentos indesejáveis para pensamentos mais desejáveis antes que os primeiros nos ponham em um loop de pensamentos prejudiciais tanto para a nossa autoestima quanto para o nosso bem-estar geral.

Vamos adorar ouvir você. Dúvidas, críticas e sugestões, por favor envie-nos através deste formulário!

Lições do Curso

  • Parte 1

    Seu crítico interno e como desarmá-lo

  • Parte 2

    Como nasce o seu crítico interno?

  • Parte 4

    Disponível em breve!