Carreira Vida

Trabalho: o quanto ele é afetado pela sua personalidade?

Trabalho: o quanto ele é afetado pela sua personalidade
Escrito por Marta Leite

A nossa localização no continuum entre a introversão e a extroversão é bastante determinante na forma como pensamos e agimos. E um dos aspectos mais afetados é a forma como executamos o nosso trabalho.

Antes de falamos sobre o trabalho e a nossa personalidade é importante saber que a nossa vida está profundamente moldada por ela, assim como está pelo nosso gênero, por exemplo. E o aspecto individual mais importante é aquele que encaixa no espectro introvertido-extrovertido. A nossa posição em um ou no outro lado pode influenciar a forma como escolhemos amigos e companheiros e a forma como conversamos, resolvemos diferenças e revelamos amor.

Afeta as carreiras que escolhemos e se temos ou não sucesso nelas. Controla a nossa disposição para fazer exercícios, funcionar bem sem dormir, aprender com os erros, fazer grandes apostas na Bolsa, adiar satisfações e ser um bom líder

 Está refletido nos caminhos do nosso cérebro, neurotransmissores, e nos cantos mais remotos do nosso sistema nervoso.

Existem diversas características que diferenciam esses dois tipos, mas vamos aqui tratar das relativas a maneira como cada um deles executa o seu trabalho.

Os introvertidos são atraídos para o mundo interior, do pensamento e das emoções, enquanto que os extrovertidos são voltados para a vida exterior e atividades das pessoas. Por serem mais voltados para o interior, os introvertidos trabalham mais lentamente, gostam de se concentrar em uma tarefa de cada vez. Apresentam, com frequência, extraordinários poderes de concentração. São relativamente imunes ao fascínio do poder e da fama. São socialmente mais reservados, preferem interagir com pessoas mais próximas e tendem a desconforto de exposição ao público. Em alguns casos até evitam as profissões ou cargos em que tenham obrigatoriamente interagir socialmente e falar em público com mais frequência.

Por sua vez os extrovertidos abordam tarefas rapidamente, tomam decisões rápidas(por vezes precipitadas) e sentem-se confortáveis a desempenhar tarefas de risco. Pensam em voz alta e de pé; preferem falar a ouvir, raramente ficam sem palavras e por vezes deixam escapar coisas que não queriam. Sentem-se confortáveis como o conflito, mas nunca com a solidão.

Introversão x Extroversão no trabalho: a realidade e o que eu faço com ela

Vamos aos fatos: nos últimos tempos passou a existir uma grande valorização da personalidade como característica fundamental para ocupar algumas posições de destaque em grandes empresas. Pessoas carismáticas, com perfil de liderança e desenvoltura social geralmente são bastante requisitadas. Isso faz com que algumas personalidades com tendência introvertida questionem-se, e até afastem-se da concorrência para alguns trabalhos, com argumentos do tipo: “isso não é para mim”, “eu não sei liderar”…

Claro que, tanto para um tipo quanto para o outro, estar em uma função onde suas características naturais sejam fundamentais dá-lhes um conforto sem precedentes. Isso não se contesta e deve ser respeitado. Mas, para os introvertidos especialmente, a ausência de algumas características muito exigidas por algumas empresas como passaporte para ascensão não pode, em hipótese alguma, ser um limitador. Existem diversas ferramentas a nível de desenvolvimento pessoal que poderão ser usadas, tanto para o autoconhecimento em si, como para o desenvolvimento de novas habilidades a serem usadas na vida e no trabalho.

“Sou eu próprio uma questão colocada ao mundo e devo fornecer minha resposta; caso contrário, estarei reduzido à resposta que o mundo me der.” —Carl Jung

Convém ressaltar que não há característica de personalidade boa ou má. O que existe são as preferências pessoais que cada um possui e há que se ter, antes de tudo, uma autoaceitação e um respeito profundo por aquilo que somos. Precisamos é, quando necessário, trabalhá-las em prol do nosso aprimoramento pessoal e profissional. Caso deseje saber mais sobre si, convém que busque profissionais especializados, como coaches e psicólogos para ajudá-lo a descobrir mais sobre si próprio.

Clique aqui e faça um teste para saber em qual espectro você se enquadra.

CURTA TAMBÉM  A NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK E PARTICIPE DO NOSSO GRUPO:

GRUPO: Grupo Introvertidamente no Facebook.

PÁGINA: Facebook/introvertidamente

E-book Além da Introversão


Referência: Silêncio, o Poder dos Introvertidos Num Mundo que Não Para de Falar, de Susan Cain.



Esse artigo foi útil para você? Se foi, pode ser para outras pessoas também. Curta, compartilhe e comente!

Queremos fazer o melhor para você. Deixe aqui a sua avaliação do nosso conteúdo!

Sobre o autor

Marta Leite

Marta Leite
Eu sou uma mãe, esposa, Life e Business Coach. Cradora do Programa "Além da Introversão". Uma introvertida intuitiva – INFJ - dos Tipos Junguianos. Uma apaixonada, entusiasmada e curiosa pelo Desenvolvimento Humano.

Deixe aqui o seu comentário!

%d bloggers like this: